Fonte: Redação - Foto: Divulgação

A faixa litorânea de São Paulo sempre exerceu um grande fascínio para turistas dos mais diferentes lugares, para a comemoração das festas de final de ano.
 

Nas semanas próximas ao Natal e Reveillon, era muito raro encontrar casas e apartamentos para alugar nas imobiliárias das cidades praianas, que recebiam um afluxo enorme de visitantes nessa época.


Neste ano, no entanto, os turistas que optarem por viajar para o Litoral não contarão com a tradicional queima de fogos e as festas na orla. As prefeituras das cidades praianas já cancelaram os eventos de virada de ano e a fiscalização municipal promete intensificar os trabalhos, evitando aglomerações e a propagação do coronavírus.


Assim, quem tiver planos para curtir a praia e o verão, pode alugar casas e apartamentos ainda disponíveis, sem grandes atropelos.
 

Os preços, entretanto, estão mais salgados que os de 2019, segundo Pesquisa realizada pelo Conselho Regional de Corretores de Imóveis de SP (CRECISP) com 26 imobiliárias de 12 cidades do Litoral Norte, Centro e Sul.
 

A região que mais sofreu aumentos foi a Central, das cidades de Santos, Guarujá e São Vicente. Dos 7 tipos de imóveis encontrados para locação de temporada, 6 estão com diárias mais caras este ano que em 2019. Os aumentos variam de 13,04% - para apartamentos de 2 dormitórios, que passaram de R$ 690,00 para R$ 780,00 - a 266,66% - para casas de 3 dormitórios, cuja locação/dia saltou de R$ 600,00 em 2019 para R$ 2.200,00 agora.


A única redução foi nas diárias de apartamentos de 3 dormitórios que passaram de R$ 1.000,00 para R$ 910,00 (-9%).


No Litoral Norte, a situação ficou equilibrada, com 4 aumentos e 3 reduções nos valores de locações para as festas de final de ano.


O imóvel que mais subiu de preço/dia foram os apartamentos de 2 dormitórios em cidades como Ubatuba e São Sebastião. Os preços de 2019 eram de R$ 566,00 e sofreram alta de 44,34%, chegando a R$ 817,00.


A maior queda se deu na locação de apartamentos de 1 dormitório (-69,26%) passando de R$ 423,00 para R$ 130,00.

 
Situação semelhante ocorreu também nas casas e apartamentos do Litoral Sul, em cidades como Peruíbe e Praia Grande. Três tipos de imóveis apresentaram altas nos valores de locação diária para esse final de ano, com aumento máximo de 38% para apartamentos de 3 dormitórios (de R$ 500,00 chegaram a R$ 690,00).


Outros 4 tipos de propriedades registraram queda nos valores de aluguel. A maior redução ficou em (-36,66%) para apartamentos com 01 dormitório (de R$ 300,00 passaram a R$ 190,00).


O presidente do CRECISP, José Augusto Viana Neto, orienta aqueles que buscam a locação para essa temporada, para que sempre sejam assessorados por corretores e imobiliárias, para evitarem sofrer qualquer tipo de prejuízo.

 
“Não se pode descuidar da segurança na locação, especialmente se o negócio for fechado pela internet. E, além disso, aconselhamos a todos que respeitem e levem a sério os protocolos sanitários, evitando grandes eventos, reuniões e aglomeração para que a situação de saúde não se agrave ainda mais. Responsabilidade é essencial” concluiu o presidente do CRECISP.


A Pesquisa CRECISP de Natal e Reveillon foi realizada com 26 imobiliárias nas cidades de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião, Ilhabela, Bertioga, Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe.


Rua Manoel Inácio de Sousa, 1409
Santa Fé
Campo Grande - MS

Ver mapa

(67) 98121-5417